Em coletiva concedida assim que assumiu a gestão de Palmas, na manhã desta terça-feira, 3, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB) anunciou que pelo menos cinco secretários do município deixarão até o próximo dia 7 a Prefeitura para concorrer às eleições gerais deste ano. Cinthia, que assumiu o posto de Carlos Amastha (PSB), pré-candidato a governador do Tocantins, falou também que continua confortável no seu partido, mesmo após as desavenças com o líder da sigla no Estado, o senador Ataídes Oliveira (PSDB).

“Sinto-me muito confortável dentro do partido. Essa intervenção vem de uma única pessoa. Sou a única prefeita mulher de uma capital, todos os outros são prefeitos. Não é inteligente excluir a capital pra quem quer ser pré-candidato ao governo” conferiu ao se referir ao senador. Ataídes lançou sua pré-candidatura no inicio do ano ao governo de Estado. No dia 22 de fevereiro, o Tribunal Supremo Eleitoral manteve sua inelegibilidade por um processo de 2010, o senador entretanto, garante que está elegível.

Cinthia em vários momentos afirmou que apoio a candidatura de Amastha para governador. Na coletiva de hoje, a prefeita voltou a afirmar esse apoio e que se as cobraças do líder do seu partido persistirem, se sentirá confortável em pedir licença do partido para subir no palanque de Carlos Amastha.

“No PSDB Nacional tenho apoio do presidente do partido, o governador Geraldo Alckmin. Tenho apoio de todo diretório. Sim, também, do PSDB Mulher Nacional”, ressaltou ao expressar que possui bastante visibilidade no partido.

Também afirmou manter boa relação com o deputado psdebista Olyntho Neto e com prefeitos e vereadores do PSDB no Estado.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario