O presidente da Comissão de Energia e Comércio do Congresso americano, uma das principais comissões do Legislativo dos EUA, disse nesta quinta-feira (22) que vai pedir formalmente que Mark Zuckerberg deponha em uma audiência.

A casa quer que o CEO do Facebook explique melhor sua política de privacidade após revelações de que a empresa Cambridge Analytica usou dados de 50 milhões de usuários da rede social para influenciar campanhas eleitorais. A consultoria britânica teve como clente, entre outras, a campanha de Donald Trump para presidente dos EUA em 2016.

Segundo uma nota da comissão, “As últimas revelações a respeito do uso e da segurança dos dados dos usuários do Facebook levantam muitas questões sérias sobre proteção ao consumidor”. O comunicado é assinado em conjunto pelo presidente da comissão, o republicano Greg Walden, e pelo líder dos democratas na mesma, Frank Pallone.

“Depois que a equipe da comissão recebeu um resumo, ontem [quarta-feira], de funcionários do Facebook, nós achamos que muitas questões foram dexiadas sem resposta”, diz o texto.

Em uma entrevista à rede americana CNN na noite de quarta (21), Zuckerberg disse que testemunhará no Congresso “se for a coisa certa a se fazer”.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario