Os Estados Unidos informaram nesta terça-feira (15) que continuam os preparativos para a aguardada cúpula, no mês que vem, entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong- Un, após Pyongyang lançar dúvidas sobre o evento.
Leia também:

Coreia do Norte ameaça cancelar cúpula com Trump

“Vamos continuar a planejar a reunião”, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, à imprensa. Ela acrescentou que Washington não foi notificada de uma mudança de posição da Coreia do Norte.

A agência de notícias sul-coreana relatou que Pyongyang tinha questionado a cúpula de 12 de junho devido a exercícios militares entre os EUA e a Coreia do Sul.

Os Estados Unidos terão que “empreender deliberações cuidadosas sobre o destino da cúpula planejada entre EUA e Coreia do Norte à luz deste tumulto militar provocador”, teria dito a agência oficial norte-coreana KCNA.

Na terça, Nauert apontou que “não escutamos nada desse governo ou do governo da Coreia do Sul para indicar que não deveríamos continuar com esses exercícios militares ou que não deveríamos seguir preparando a reunião”.

Nauert, inclusive, afirmou que os negociadores norte-americanos tinham elementos para supor que Kim “entende e aprecia a importância” das ações militares conjuntas que se realizam na Coreia do Sul.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario